nho Resistente Existencial: (1796) O estado da oposição

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

segunda-feira, julho 18, 2005

(1796) O estado da oposição


   Basta ouvir o PSD com atenção para perceber que não há aqui qualquer alternativa minimamente credível ao PS de Sócrates. Ainda a recuperar do terramoto Barroso-Santana, os sociais-democratas decidiram ir pelo caminho mais fácil. Dar voz ao populismo e atirar a coerência às malvas. Será possível considerar sério um partido que no mesmo discurso denuncia "o ataque do PS aos funcionários públicos" e o critica por não atacar verdadeiramente "O Monstro"? Será minimamente sério ocultar que o "emagrecimento" da besta passa põe despedir milhares dos tais funcionários? Interessará alguma coisa que nos Governos em que participou Marques Mendes se tenham congelado salários, tenha havido uma recessão e o défice tenha aumentado quase 3% e agora se diga despudoradamente que o défice até vai aumentar? Uma coisa sabemos. É verdade que o PS está muito mudado, mas ninguém duvida que Sócrates é verdadeiramente diferente de Guterres. Alguém poderá dizer o mesmo de Marques Mendes em relação a Barroso ou de Nuno Melo (o rosto parlamentar do CDS) em relação a Paulo Portas?

Ps. Não que Ribeiro e Castro seja muito melhor. Ainda no outro dia o via a defender, numa zona molestada por fogos, evidentemente, que devia ser criada uma força de bombeiros profissionais. Mais funcionários públicos, portanto. Enfim...
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)