nho Resistente Existencial: (1745) A escola e a greve #2

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

terça-feira, junho 21, 2005

(1745) A escola e a greve #2


   No discurso dos professores e dos sindicatos, há uma nítida contradição. Dizem eles que fazem greve por uma melhor qualidade de ensino, mas a verdade é que as condições de carreira que tentam preservar tem pouco que ver com essa qualidade (a não ser, talvez, o aumento da idade de reforma). A verdade é que os professores, a maioria mal preparados e insuficientemente formados, têm uma profissão muito dura num sistema mal organizado e acabam por ver os seus benefícios como contrapartidas aos problemas. Infelizmente, tal concepção deriva de uma atitude de mero funcionário e técnico educativo que não se enquadra com a nobreza da profissão. Os professores deviam exigir que outros assuntos, directamente ligados com a qualidade do ensino, fossem também discutidos. Quanto a isso, muitos se queixam, mas nunca os vi a fazer greve.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)