nho Resistente Existencial: (1742) Alfinetada

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

segunda-feira, junho 20, 2005

(1742) Alfinetada



Davin Elicson


   Ontem à noite acordei com uma picadela no braço. A cama tinha um alto que picava. Só no dia seguinte é que percebi que se tratava de um alfinete que estava dentro do colchão, que tinha sido virado recentemente. Sim, um alfinete, daqueles que as mães usam para coser roupa. No caso de não haver coincidências, talvez tenha sido uma mensagem dos anteriores habitantes da casa. Acorda, mexe-te, parece dizer-me o alfinete de cada vez que olho para ele. Acorda, diz ele. E não é da cama.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)