nho Resistente Existencial: (1719) Para Reflectir

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

terça-feira, junho 07, 2005

(1719) Para Reflectir


Território, autarquias locais e serviços públicos, por Vital Moreira

Mas, que se saiba, nenhuma reforma que valha a pena pode vingar sem vencer resistências. Há sempre quem tenha vantagens em conservar o "statu quo", ainda que raramente sejam os habituais "suspeitos", ou seja, os utentes. Mas somente em nome dos utentes e dos contribuintes é que merece a pena encetar reformas e levá-las até ao seu termo.

A Europa por dentro e por fora, por José Medeiros Ferreira

Os órgãos comunitários, com destaque para a Comissão e para o Parlamento Europeu, montaram máquinas de propaganda vanguardistas e insensíveis aos públicos reticentes e críticos. Criou-se assim uma dogmática europeia absurda e insensata que envolve mesmo os decisores nacionais sem coragem, ou lucidez, para se desviarem da linha-padrão. Muitos ainda não perceberam que o Tratado Constitucional está moribundo e que as ratificações devem parar.

Até onde irá o Governo?, por Eduardo Moura

Todos os dias, mais um grupo profissional ou um agrupamento de interesses é «atacado» por mais um anúncio de reforma. Até parece que José Sócrates quer empurrar todos os seus eleitores para a oposição. (...) No geral, sendo duras e muito duras, as medidas são equilibradas e preocupadas. Acaba-se com a passagem directa da situação de empregado para reforma antecipada, mas não se acaba com as reformas antecipadas para os desempregados de longa duração (o principal esquema utilizado pelas empresas). Muda-se o regime das reformas dos políticos, mas determina-se um período de passagem. Portanto, Sócrates é reformista mas não é radical. A oportunidade e o mérito geral das medidas do Governo são positivas e Portugal esperava há muito um primeiro-ministro com coragem para as tomar.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)