nho Resistente Existencial: (1650) Tráfico de influências

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

quarta-feira, maio 11, 2005

(1650) Tráfico de influências


   Duas breves notas sobre a suspeita que envolve ex-ministros de Santana Lopes:

      1. Afinal de contas, as associações ambientais sempre servem para alguma coisa. É sabido que neste caso, não fora uma providência cautelar impulsionada pela Quercus, não tinham sido 900 os sobreiros a cair, mas o dobro. Que tal facto esteja bem presente da próxima vez que alguma direita queira ridicularizar o movimento ambientalista (não que este esteja isento de críticas, longe disso).

      2. Quanto à culpabilidade criminal neste caso, cabe à justiça apurar. Mas, do que veio a lume sobre este caso (que não conheço a fundo, até porque tem um rasto que cobre vários anos), é claro que existe uma culpabilidade política, que não é exclusiva destes governantes. Passa pela venda lesiva destes terrenos a interesses privados e termina na aprovação de construção em territórios protegidos em nome do interesse público. O descaramento não podia ser maior quanto as construções são de centros hípicos e campos de golfe e quando a assinatura do despacho é feita por um Governo de gestão a quatro dias de eleições legislativas. Também por aqui cai a máscara do "justiceiro" Nobre Guedes (lembram-se das construções na Arrábida?) e da pose de estado que o PP encenou na legislatura anterior.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)