nho Resistente Existencial: (1634) O valor do comentário

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

quinta-feira, maio 05, 2005

(1634) O valor do comentário


   Não sei se leram a penúltima crónica do Pedro Mexia no DN. Achei o tema duplamente interessante. Mexia fala do valor dos artigos de opinião nos jornais (de referência subentenda-se), de como um determinado conjunto de cronistas pode ser a mais valia do jornal, justificar a sua compra, e mais, ter uma maior relevância que as notícias. Hoje em dia, já muitos vão percebendo que a notícia não pode ser encarada como um dado fechado e transparente. Bem pelo contrário, é na sua descodificação que muitas vezes emerge o verdadeiro valor daquela notícia, tendo em conta o contexto, as suas motivações, o seu enquadramento. Por isso mesmo é que os cronistas são importantes, na medida em que revelam as armadilhas das notícias. Para o leitor que deseja estar informado, são como ferramentas (atenção: não confundir com culto ou seguidismo) de grande utilidade.

   Em segundo lugar, o artigo tem a sua graça porque Mexia é precisamente um desses cronistas. O preço do DN não chega para pagar o valor da sua coluna, ou a de João Morgado Fernandes. Vão lá e digam lá se não tenho razão.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)