nho Resistente Existencial: (1524) VISTO - "<a href="http://home.no.net/zeroemc/2004/portugues/filmes/caraquemereces.html" target="_blank">A Cara Que Mereces</a>"

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

domingo, abril 03, 2005

(1524) VISTO - "A Cara Que Mereces"


   A meio deste filme (ou melhor, a meio da segunda metade, um filme quase completamente diferente), enquanto suspirava pelas minhas expectativas não cumpridas (ninguém me manda tê-las), pareceu-me que havia "something fishy" neste filme. Só mais tarde, ao ler algumas das entrevistas do realizador é que percebi. Nelas, falava em jeito de cruzada contra o cinema comercial, que trata o público como "gado" e formata todos os impulsos artísticos. Não que estas premissas sejam totalmente infundadas, mas fazer um filme só em oposição a elas é mais um exercício de forma que de conteúdo.

   

   E é isso que acontece: nesta história sobre dores de crescimento está tudo feito em jeito de "stament". Olha a cena à David Lynch aqui, a influência de Kitano acolá. Reparem neste diálogo à João César Monteiro. E pouco mais. Nem tudo é mau: a primeira parte do filme é uma divertida curta metragem sobre um homem que faz trinta anos, alguém zangado com a vida e cínico com tudo o que o rodeia. Vale ainda pela fotografia de Rui Poças e pelas brincadeiras com as grandes narrativas infantis. Depois, falta quase tudo: coerência, consistência, matéria. É pena que o pretensiosismo militante e conteúdo a menos transformem este filme numa promessa mais ou menos falhada.

   A Cara Que Mereces, de Miguel Gomes - ** estrelas (razoável)
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)