nho Resistente Existencial: (1511) Pouco cinema

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

quarta-feira, março 30, 2005

(1511) Pouco cinema


   Fui ver alguns filmes ao cinema ultimamente, mas não me deixaram vontade de escrever sobre eles. Talvez o único que mereça uma palavra mais longa seja Birth. É um filme que se esgota no seu lado de character study (no que é minimamente bem conseguido) e que atrai pela qualidade dos actores e relativa beleza estética. Mas não ultrapassa as suas limitações, especialmente de natureza narrativa. Fica a saber a muito pouco. Aliás, faço minhas as palavras do Tiago. Vi ainda o filme Robots, uma versão mais infantil e repisada dos últimos filmes de animação digital. É visualmente bem conseguido e divertido a espaços, mas pouco ambicioso e demasiado consensual. Este género precisa de sangue novo. Por fim, vi a sequela Ring Two, uma verdadeira catástrofre. Aliás, nem devia ser chamado sequela, já que o conceito original do filme é totalmente estilhaçado para dar lugar a um horrível telefilme para adolescentes. É tão mau que teria graça não fosse ter pago bilhete. De longe o pior filme que vi este ano.

   Em suma, foi uma semana em que me deixei equivocar várias vezes, afastando-me do meu propósito de ver menos filmes, mas com mais qualidade. Altura de recentrar e, a partir de Quinta, tentar de novo.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)