nho Resistente Existencial: (1402) O Óscar não existe

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

terça-feira, março 01, 2005

(1402) O Óscar não existe


   Na vida de todos os amantes do cinema (às vezes nem tanto, simples espectadores rotineiros de fim de semana), há um momento de quebra da inocência relativamente aos óscares, geralmente próximo do despertar para a noção que há vida nos ecrãs para além da cinematografia comercial norte-americana. Nesse momento, tal como sabemos que o Pai Natal não é real, percebemos que também os Óscares não são bem o prato que nos andaram a apresentar a vida toda.
   Podem parar de ficar confusos com os juizos confusos da Academia, se tiverem em conta dois ou três factos simples. Primeiro, o filme que ganha o Óscar não é o melhor do ano, nem sequer o melhor americano. Na realidade, a qualidade não é o único critério, e, em muitos casos, nem sequer o principal. Estes são os prémios da Indústria, hiper-mediatizados, e os nomeados tendem a reflectir essa condição ao mesmo tempo causa e consequência. Nomeiam-se e ganham os filmes que fazem maior furor, a partir de um certo patamar de qualidade, tal furor é muitas vezes despertado por poderosas máquinas publicitárias. O círculo da indústria desenha-se. Para que os óscars sejam um grande evento, têm de ser consensuais, e é por isso que os grandes vencedores são todos aqueles que tentam um compromisso entre o "blockbuster" e o filme de qualidade acessível a todos os públicos. Esta regra é ainda mais apertada para atribuir prémio, mais que para nomear (É por isso que "Closer" não podia ganhar prémios, era impossível num mundo infestado pela falácia do amor romântico). Finalmente, há toda uma teoria do politicamente correcto nestes prémios, que servem para fazer "statments" sobre o mundo em geral. Basta vez como gerou polémica a Palma de Ouro em Cannes ao filme de Moore, exactamente por seguir esta regra americana. É nesta equação, neste vasto sistema de etiqueta, que os óscares funcionam e se sustentam. A questão é: os cinéfilos que aí andam ainda acreditam no Pai Natal?
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)