nho Resistente Existencial: (781) Maria Manuel Leitão Marques

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

sábado, outubro 23, 2004

(781) Maria Manuel Leitão Marques


   ...considera que os estudantes universitários não podem protestar impedindo o normal funcionamento das instituições da sua universidade, nos quais estão aliás inseridos. Pacheco Pereira concorda. No essencial estamos de acordo (é um facto que os estudantes escolhem uma maneira pouco cívica de protesto), mas queria alertar para o perigo de se despachar assim tão facilmente os protestos dos estudantes. É que destes discursos pode-se inferir que os estudantes nunca devem protestar, a não ser que o façam de forma inócua. MMLM sabe melhor que eu que a luta por aquilo em que acreditamos é fundamental para mudar o estado das coisas erradas, e como muitas vezes essa luta é agressiva.

   Além disto, nem uma palavra é dita acerca de dois importantes aspectos da questão: nos recentes confrontos policiais, houve ou não exagero na carga policial? Segundo, o que fizeram o reitor e restantes responsáveis universitários para evitar os confrontos? Sobre estas questões é que eu gostaria que Pacheco Pereira e MMLM se pronunciassem. Porque dizer que não espanta que o BE e PCP tenham pedido um voto de protesto pela actuação (melhor: pelo exagero da actuação) da polícia, segue naquela acrítica linha de pensamento que defende que o BE é totalmente composto por radicais irresponsáveis. Muitos votos ainda perderão o PS e a direita à custa deste argumento.

   Realmente o 25 de Abril já foi há muito tempo. Será que MMLM já se esqueceu do que é protestar?
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)