nho Resistente Existencial: (662) Para Reflectir

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

segunda-feira, outubro 04, 2004

(662) Para Reflectir


Esquerda Moderna , por Eduardo Dâmaso

É com respostas concretas, que os teóricos das boas estratégias para conquistar o centro (do tipo de Jaime Gama...) nunca souberam dar quando estiveram no poder com António Guterres, que o PS ganha este espaço político. Não é com discursatas arrogantes de diabolização de tudo quanto está à sua esquerda - sendo que para eles o próprio PS de Ferro Rodrigues era uma máquina de radicalismo político esquerdista... -, nem com figuras gastas e comprometidas com interesses empresariais que Sócrates lá vai.


A Esquerda Contemporânea, por Eduardo Prado Coelho

A aposta de Manuel Alegre (só parcialmente concretizada) consistia em encontrar dentro do PS razões para votar PS. Tratava-se de fazer emergir na área do Partido Socialista o motivo que levaria os socialistas mais dependentes de uma tradição socialista a não optarem pelo Bloco de Esquerda. É claro que o voto útil, que a atracção do poder, beneficiam com a energia vitoriosa de José Sócrates. Mas os que não querem o poder apenas pela fascinação do poder poderão muito mais facilmente encontrar um espaço favorável no Bloco de Esquerda. Esta tendência será tanto mais premente quanto José Sócrates fôr levado, por pressão do eleitorado centrista a que não consiga resistir, a pôr de lado "as propostas fracurantes" que assumiu durante a campanha.


Nota: concordo. O discurso de pessoas como Jaime Gama dão-me tanta vontade de votar neles como em Santana Lopes. A tentação de Sócrates pelo "centrão" vai fazê-lo perder votos à esquerda (provavelmente o meu) e demonstra uma frieza que augura uma governação não para Portugal, mas para a República do Poder.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)