nho Resistente Existencial: (631) Good Night Post

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

quinta-feira, setembro 30, 2004

(631) Good Night Post



© Ryan Zoghlin


Desencontro

A tua lembrança me dói tanto
Que eu canto pra ver se espanto esse mal
Mas só sei dizer um verso banal
Canta você, fala em você, é sempre igual

Sobrou desse nosso desencontro
Um conto de amor, sem ponto final
Retrato sem cor, jogado aos meus pés
E saudades fúteis, saudades frágeis, meros papéis

Não sei se você ainda é a mesma
Ou se cortou o cabelo, rasgou o que é meu
Se ainda tem saudade, e sofre como eu...
Ou tudo já passou, já tem um novo amor, já me esqueceu.

Chico Buarque


Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)