nho Resistente Existencial: (590) VISTO - André Valente

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

quarta-feira, setembro 22, 2004

(590) VISTO - André Valente


   Estamos perante aquele que será, até à data, o mais interessante filme português do ano. É uma narrativa que cruza diversos temas urbanos e bem inerentes à actualidade nacional: a decadência dos espaços citadinos, as famílias em erosão, o crescimento desacompanhado das crianças, a questão da imigração, e o papel na mulher no meio de tudo isto. O fio condutor de todos estes temas é o pequeno André, que vive com uma mãe perdida na vida. O pai abandonou-os. No meio da tristeza envolvente, a tenacidade de André parece manter o seu mundo à tona.



   "André Valente" é um filme com alguns desequilíbrios. O actor-criança é verdadeiramente um achado e suporta todo o filme com a sua naturalidade e forte presença no ecrã. Porém, a mesma solidez não é partilhada pelas restantes personagens, nomeadamente a mãe, também muito presente. A fotografia de Rui Poças é bastante boa e Catarina Ruivo demonstra vitalidade na condução das cenas. O filme contém cenas de grande impacto emocional e outras bastante cómicas. Contudo, nem sempre há uma verdadeira pertinência do que nos é mostrado. Algumas cenas parecem existir apenas para a criança brilhar. Apesar disso, creio que eu e as três pessoas que viram esta sessão no Alvaláxia (estou fascinado com este complexo de cinemas!) não deram o seu tempo por perdido. "André Valente" é um bom filme.

   André Valente, de Catarina Ruivo - *** estrelitas (bom)
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)