nho Resistente Existencial: (576) Fuga ao Fisco

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

sábado, setembro 18, 2004

(576) Fuga ao Fisco



   Segundo a administração fiscal, a contribuição para o IRS para este tipo de profissionais foi, em 2003, de 9621 milhões de euros em 2003 milhões de euros. Estes declararam menos 8% de rendimentos que no ano anterior, pelo que se conclui que "existe uma crescente ocultação de rendimentos que deixam de entrar nos cofres do Estado todos os anos". Qual deveria ser o verdadeiro valor a entrar? Cerca de três vezes mais - "O presidente dos Técnicos Oficiais de Contas, Domingues Azevedo, diz que a sua contribuição para o IRS devia de ser de 15 por cento da receita fiscal" (foi de 6%). Três vezes 9621 milhões de euros.

   Mesmo tendo em conta que a recessão também afecta estes trabalhadores, digamos que a receita deveria ser o dobro. Quando não podia ter sido poupado em termos de vendas de património para conter o défice? O nível de sacrifícios exigidos aos Portugueses teria sido tão alto? Será que teríamos tido a pior situação económica de toda a UE? Como diz Domingos Azevedo, "o sistema não é justo, nem transparente, e que urge intensificar as inspecções." Não é preciso ser especialista para perceber isto. Basta ver que o rendimento médio declarado por estes profissionais foi de 656€ (!). A minha pergunta é: por que razão não é esta uma prioridade deste Governo?
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)