nho Resistente Existencial: (530) Depois de ouvir Marcelo Rebelo de Sousa

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

domingo, setembro 12, 2004

(530) Depois de ouvir Marcelo Rebelo de Sousa


   ...apetece-me dizer duas coisas sobre os candidatos a líder do PS.

      1 - Manuel Alegre está na disputa a secretário-geral do partido porque considerou, face ao contexto político actual, fazê-lo. Não está lá obrigado ou a fazer um frete. Defender esta ideia é atentar contra o pluralismo de ideias e a dignidade política.

      2 - O argumento de que Sócrates tem de ser escolhido porque as eleições se decidem ao centro (apelando aos swing-voters) não pode tornar-se num dogma, especialmente para a esquerda. É a inversão do debate político julgar que os partidos existem para se adaptarem ao que alguns eleitores querem no momento, como se fossem vendedores de enciclopédias. Os eleitores escolhem perante discursos políticos fortes. E não me venham com a história do pragmatismo: a experiência passada mostra-nos que apelar ao centro é importante, mas ideias coerentes e substanciais têm igualmente imensa força (é esta via que o BE tem usado, por exemplo).
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)