nho Resistente Existencial: (515) Direita e Compaixão

Resistente Existencial

Extractos irónicos e provocantes acerca de política, sociedade, media, cultura e do umbigo de um desalinhado anjo caído.

sábado, setembro 11, 2004

(515) Direita e Compaixão


   Este Governo, bem ao contrário da "austeridade" formal do anterior, tem um novo discurso para as massas. O slogan é dizer "vamos manter o rigor orçamental" (para a direita: este é um Governo de continuidade), mas ao mesmo tempo afirmar "as políticas sociais são o mais importante" (para a esquerda e para todos: nós somos um Governo diferente, um governo mais justo, melhor).

   Como em quase tudo na política, há uma nuance. Se repararmos nos recentes discursos de Santana e Bagão Félix sobre os aumentos e défice orçamental, vemos a táctica a emergir. Se calhar vai haver aumentos, "nós queríamos e desejaríamos ser mais mãos largas", mas a situação está muito difícil. Ou seja, não há uma verdadeira táctica ou medidas para combater o despesismo do estado ou aumentar dignamente os salários. Há promessas dúbias e a instalação de uma imagem de governantes polícias bons (os "bad cops" são Durão Barroso e Manuela Ferreira Leite), vazia de conteúdo e com objectivos puramente publicitários. PG fala de forma mais detalhada sobre o assunto.

   Assustadoramente, faz-me lembrar o slogan de Bush às eleições de 2000, qualquer coisa como, "conservadorismo com compaixão". E muita manipulação da verdade, acrescento eu.
Site Meter
A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal
  • Livro de Reclamações:

  • nunopinho(AT)vianw.pt

    (Substituir (AT) por @)